Ultimas

WWE: Rhea Ripley revela que quase foi despedida quando estava no NXT


Rhea Ripley é um dos grandes nomes da divisão feminina atual da WWE, tendo disfrutado de grande destaque no RAW nos últimos tempos. A jovem australiana desfruta agora de uma quantidade considerável de tempo de antena, mas nos seus primeiros tempos do NXT a história podia muito bem ter sido outra... e quase foi.


A Nightmare acabou por ser NXT UK Women's Champion e NXT Women's Champion, mas houve uma altura da sua carreira em que quase acabou por ser despedida, numa altura em que lidava com imensos problemas pessoas. Ripley foi convidada do podcast My Love Letter To Wrestling com Mark Andrews e revelou tudo sobre os tempos difíceis que quase a atiraram para fora da WWE.

"Passei por um monte de coisas, mais ou menos durante o período do ano compreendido entre os Mae Young Classics I e II. Eu passei por muito a nível mental. Estava a ter problemas em casa e no trabalho. Eu odiava-me e era mentalmente fraca nessa altura, e simplesmente não sentia que era boa o suficiente. Estavam constantemente a dizer-me que eu não era boa o suficiente e que tinha que fazer algo para melhorar. 

"Eu estava na calha para ser despedida e isso quase aconteceu. Estava a passar por muita coisa e estava mentalmente desgastada. Tive um período de seis meses em que pensei: "Sabem que mais? Já chega. Não quero saber o que é que os outros pensam de mim, vão acabar por julgar-me de qualquer maneira".

"Tive que mudar completamente a minha abordagem mental. Comecei a ir ao ginásio e foi o primeiro ginásio de sempre no qual me inscrevi. Estava apavorada. Não gosto de estar em ambientes com muita gente, portanto estava verdadeiramente apavorada.

 "Depois temos uma coisa chamada "car wash" onde tiramos fotos e vídeos no período que antecede o Mae Young Classic para ficarmos com todos as fotos que precisamos. Eu arrasei no meu novo ring gear, cortei o cabelo e todos os treinadores ficaram "mas quem é esta?" e eu respondi: "A nova Rhea Ripley" - e eles pensaram "OK". Mas eu sabia que esse "OK" queria dizer "a responsabilidade é tua se isto não resultar". Mas não me importei, senti que aquela era uma oportunidade que tinha que aproveitar. Se funcionar, funciona e posso esfregar isso nas caras deles". Se não funcionar, vou deixar de lado".

 



O que pensam sobre a evolução da Rhea Ripley desde o Mae Young Classic até aqui?

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.