Ultimas

WWE deixa cair registo de marca controversa


A WWE viu-se a braços com uma valente controvérsia quando, nos últimos dias, registou o nome de Gunther Stark para ser aplicado a um dos seus wrestlers, que viria a ser o austríaco WALTER. A polémica acontece quando, após uma simples pesquisa, se verifica que "Gunther Stark" é o nome de um comandante que encabeçou as tropas da Alemanha Nazi durante a Segunda Guerra Mundial.


Toda esta menção a um período histórico negro não só para a própria Alemanha como para a Europa e para o Mundo despertou, e com razão, a apreensão e indignação de todos os fãs de wrestling, que assim que souberam do sucedido "repreenderam" a empresa através das redes sociais. Houve até quem aconselhasse a empresa a procurar seriamente por novos nomes para os seus wrestlers antes de os registar.



Segundo o PWInsider, num registo datado do dia de ontem, a WWE abdicou do apelido Stark, pelo que WALTER passará apenas a ser conhecido como Gunther daqui para a frente. 


A empresa livrou-se, assim, de um sério prejuízo ao nível das relações públicas, mesmo quando tem todo o cuidado com o mercado alemão ao ponto de mudar o nome do seu premium live event de Elimination Chamber para "No Escape" ou "No Way Out", de forma a evitar referências ao Holocausto que tirou a vida a seis milhões de judeus durante a Segunda Grande Guerra.


O que pensam sobre esta gaffe cometida pela WWE?

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.