Ultimas

IMPACT: Deonna Purrazzo recorda como reagiu à participação de Mickie James no Royal Rumble Match


Apesar de agora ser uma das figuras de proa do IMPACT, Deonna Purrazzo teve, nos últimos anos, uma passagem sem muito sucesso pela WWE (teve sobretudo um papel secundário no NXT) e por isso é das wrestlers que melhor conhece a forma como a empresa funciona.


A Virtuosa foi a mais recente convidada do podcast Instinct Culture de Denise Salcedo, e um dos tópicos abordados foi - sem grande surpresa - a abertura da forbidden door e o anúncio de que a IMPACT Knockouts Champion Mickie James participaria no Royal Rumble Match feminino deste ano enquanto detentora do título. Purrazzo falou da política de cooperação da WWE com outras empresas mas disse que ainda assim, as wrestlers do IMPACT não gozam do devido reconhecimento.

"Estava tão surpreendida como todo o mundo do wrestling, não sabia que aquilo estava para acontecer. Tinha acabado de chegar ao meu quarto de hotel, o Steve pôs a televisão a dar o SmackDown e lá estava o anúncio. E eu pensei "Ok, interessante.". Eu acho que a WWE tem uma política de "porta fechada" em relação à cooperação com outras empresas e ouvir aquilo foi, penso eu, a primeira vez que a WWE reconhece o trabalho de outras companhias, especialmente do IMPACT. Sinto que não temos o crédito que merecemos, porque as pessoas deixam que aquilo que aconteceu no passado se reflita nas suas opiniões acerca do presente".

"Foi um grande acontecimento para nós. Estava um pouco preocupada porque me tinha apercebido que íamos ser o Main Event na segunda, e agora é Sexta e isto está a ser anunciado mas não somos nós que o estamos a anunciar. Será que as pessoas vão pensar que vamos ser o Main Event por causa disto? O meu primeiro pensamento foi "eu espero que quem quer que seja que vá ver e não seja fã do IMPACT faça alguma pesquisa, veja as histórias que temos estado a contar, e veja porque é que estamos num Texas Deathmatch e o que é que evoluímos desde aí. E sobretudo que percebam que conquistámos um lugar no Main Event não só porque somos mulheres, mas porque as histórias que temos vindo a contar garantiram esse lugar".



O que pensam destas declarações da Virtuosa? Que opinião têm sobre a abertura da forbidden door por parte de Mickie James?

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.