Ultimas

Rikishi pede para que Umaga seja incluído na classe de 2022 do WWE Hall of Fame


Passaram recentemente 12 anos desde que Umaga faleceu inesperadamente, vítima de um ataque cardíaco. A morte do Samoan Bulldozer faz parte de uma longa lista de mortes de wrestlers que a WWE escolheu ignorar sem que ninguém desse por isso, mas o seu legado continua bem vivo na memória da sua família e dos seus fãs.


E é precisamente a família que, neste momento, luta para perpetuar o legado do falecido superpesado. Rikishi, irmão mais velho de Umaga, recorreu recentemente às redes sociais para pedir que este seja consagrado entre os melhores de sempre da empresa e faça parte da classe do próximo ano do WWE Hall of Fame.




A pergunta sobre se Umaga merece estar entre os consagrados do próximo ano parece ter resposta muito positiva por parte dos fãs, e alguns chegam mesmo a defini-lo como um ícone da chamada Ruthless Aggression Era, da qual Umaga foi parte integrante primeiro no RAW e depois no SmackDown.


Umaga é membro da famosa família Anoa'i (sendo primo de Roman Reigns e The Rock, e tio dos Usos) e teve duas passagens na WWE (uma delas ao lado de Rosey, entre 2001 e 2003, como Jamal) e foi duas vezes Intercontinental Champion, e tem como ponto alto da sua carreira a participação na Wrestlemania 23, representando Vince McMahon e a WWE contra Bobby Lashley (que representava Donald Trump) na célebre "Batalha de Bilionários", que perdeu e que resultou em Vince a ter que rapar a cabeça.


Acham que Umaga merece estar no WWE Hall of Fame?

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.