Ultimas

Tommy Dreamer está preocupado com a saúde depois de estar 'gravemente doente' com COVID-19

Tommy Dreamer tem estado numa luta pela vida contra a pandemia que tem atacado o Mundo inteiro e, no mais recente episódio do House of Hardcore, esteve o episodio inteiro a contar toda a sua experiência assustadora que e o COVID-19.

Dreamer ficou infetado no Alaska, quando viajou para um evento de wrestling. A sua preocupação cresceu quando reparou que muitos dos fãs não estavam a usar máscara aquando da sessão de autógrafos.

Quando Dreamer soube que ficou infetado avisou muitos dos outros lutadores que estavam no evento, para  descobrir que havia mais de uma dúzia de infetados, mas que não tinham falado.

Depois de dizer que os lutadores têm a responsabilidade do que se passa no balneário, explicou como está a ser a sua aventura na luta contra a doença:

"Este é o dia 28 desde que fui infetado com COVID ... e nunca estive tão doente na minha vida.

Por volta das cinco horas comecei a não me sentir bem ...  E deitei-me. E foi aí que a doença entrou. Quando falo de dores de cabeça, era insuportável. Eu aguento muita coisa ... mas senti que tinha uma enorme concussão e esta dor agonizante na minha cabeça, e tive-a durante 17 dias. O que é mesmo muito tempo para se sentir dores de cabeça, e sentir que se tem uma concussão.

Depois veio as febres, até aos 38, 39 e pensei 'não aguento'... E tive durante sete dias. Os arrepios. Lembro-me de ter arrepios e ter quatro cobertores de inverno e sentir que estava nu lá fora na neve. A tremer sem controlo. Isso foi durante quatro dias.

Os suores. eu podia estar a congelar por duas ou três horas, para depois virem os suores ... Ter que trocar de lençóis todos os das ... Parecia mesmo que tinha tomado banho e deitado na cama de tanto que suava. Isso durou 16 ou 17 dias também.

Fraqueza e cansaço foi de outro nível. Estava deitado na cama e tinha tanta dor física ... que eu dizia que me ia mijar na cama, pois não conseguia andar até ao WC. E era 15 passos. Estava assim mesmo doente. Isso durou algum tempo. 

Houve um dia ... Estava tão doente, com arrepios, a suar e rezei a Deus. E pensei que terminava tudo ali. E pensei, 'Eu tive uma boa vida mas não quero isto para a minha família. Não quero morrer assim.

Numa noite estava a dormir e acordei a chorar de dores. Os meus cotovelo e as ancas estavam a arder. E já estive a arder, portanto sei o que é. Estava com muitas dores ... A arder de ambos os cotovelos e ancas. E por muito que tente virar, perdi o uso de ambos os braços. Eles estavam somente pendurados ... Tive que estar de pé contra uma parede. As minhas ancas, não coseguia deitar-me na cama, não conseguia sentar-me... Foi uma dor nunca antes vivida.

Isto é uma m*rda. E falando nisso, sim, a diarreia, ainda a tenho, 24 dias após.

A dor na minha perna, pareceu que fui alvejado. Mas foi uma dor que nunca senti antes ... E eu já fui atingido nas 'bolas' com tanta força que tiveram que fazer uma drenagem, fui ao hospital e apaguei-me, mas não era nada comparado com a dor na minha perna. Na manhã seguinte, parece que me atingiram com uma bola de paintball azul, e está inchada, e agora tenho uma veia tipo teia de aranha na perna. Tenho varizes na parte de trás das pernas. Portanto o que quer que esta doença é afectou-me as veias. Ainda tenho uma coisa azul na perna. Estou preocupado com a minha perna.

Infectei a Beulah e a minha filha. A minha filha acordou um dia e não tinha cheiro ou sabor. Como progenitor isto afectou-me muito já que fui eu que lhe passei. E agora está ela doente. Ela estava com uma tosse feia. Eu nunca tive tosse. E a outra parte foi a Buelah, que ficou muito doente. Ficou-lhe nos pulmões e ela teve uma tosse horrível. Ela tossiu como se fumasse um maço por dia, e ela nunca fumou na vida.

Eu estava na calha para ser vacinado, e vou ser vacinado porque não quero ficar assim tão doente. Não vou lutar nos Indies até estar imunizado, e depois tenho que saber se a pessoa que estou a lutar foi vacinada ou teve um teste negativo há 24 horas, ou então não vou lutar.

Para os que não acreditam, Digo-vos que esta coisa existe. Para os lutadores há que ser mais responsáveis. Se estão a lutar na segunda, na terça, ou na sexta temos que ser mais responsáveis. Iremos ter muito tempo na vida para festejar. Sejam essas pessoas responsáveis para não terem COVID.

Estou preocupado com a minha saúde"

 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.