Ultimas

WWE não comprou NWA por considerar "sem valor"


 Billy Corgan comprou recentemente a NWA e está a revitalizar a empresa após o seu fecho devido à pandemia de COVID-19. Apesar de ter considerado que o fecho da companhia foi algo necessário, o novo dono diz que não quer que isso aconteça de novo.

Numa entrevista ao Talk is Jericho, Corgan revelou que a WWE rejeitou uma possível compra da NWA ao anterior dono, porque consideravam que a ninguém iria querer a marca porque estava demasiado desvalorizada. Foi quando o músico dos Smashing Pumpkins avançou com a compra e convenceu pessoal como Jim Cornette a juntar-se para continuar a empresa, adição a qual que não durou muito tempo.

"E então comprámos a NWA. Por incrível que pareça, era propriedade de uma só pessoa. Estava tão desvalorizada. Pelo que eu sei, ninguém a queria. Ele até a ofereceu à WWE. Eles pensavam que estava tão sem valor que nem quiseram comprar para a retirar do mercado.

Então, quando trouxe o Jim Cornette e outro pessoal, e eu adorava o Jim. 'O que é que ele comprou? Mais valia ter comprado ar. Ele comprou três letras sem valor.' Muitas dessas coisas e cheguei a um ponto que me sentei e pensei, 'Bem, e se eu começasse a Billy Corgan Wrestling ou SP Wrestling', mas não. Eu quero a história. Eu vou querer a história. Eu gosto desse desafio."

A NWA já demonstrou algumas mudanças com a nova chefia de Billy Corgan, incluindo a parceria com a AEW, onde até foi defendido o título feminino por parte de Serena Deeb, que entretanto perdeu para Kamille no PPV da NWA When The Shadows Fall 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.