Ultimas

WWE muda o protocolo da cerimónia do WWE Hall of Fame


Depois de, no ano passado, a cerimónia do WWE Hall of Fame não se ter realizado em virtude da pandemia, a WWE decidiu realizá-la este ano, introduzindo as classes de 2020 e de 2021.

No entanto, e como é possível imaginar, a cerimónia em questão já é longa o suficiente com 5-6-7 introduzidos por ano, quanto mais com 10-12-14 introduzidos divididos por duas classes. A empresa quer gerir ao máximo o tempo empregue na cerimónia, e para garantir que isso acontece, decidiu mudar o seu protocolo num dos seus aspetos mais tradicionais: A existência de introdutores, isto é, colegas ou ex-colegas afetos aos wrestlers (pessoal e/ou profissionalmente) que se encarregam de os introduzir formalmente entre os consagrados da companhia.

Quer isto dizer que a cerimónia deste ano, ao contrário da tradição, não vai ter introdutores para os consagrados. De acordo com o PWInsider, tal medida será substituída por um pequeno vídeo com os melhores momentos dos introduzidos, seguido por um discurso proferido pelos mesmos.

"Em muitos - senão em todos - os casos [daqueles que serão introduzidos no WWE Hall of Fame em 2021], a WWE transmitiu um pequeno vídeo para cada introduzido e depois deu-lhes a palavra para que pudessem dar um discurso aceitando essa honra" - lê-se.

Já antes tinha sido anunciado que a WWE reduzira massivamente o tempo destinado aos discursos este ano, com cada discurso a ter em média, quatro a cinco minutos de duração. Isto confirmou-se depois das Bella Twins, WWE Hall of Famers de 2020, avançaram que tiveram que reduzir os seus discursos para a duração de três minutos cada.

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.