Ultimas

Tasha Steelz: 'O Kenny Omega no IMPACT faz-nos trabalhar 10 vezes mais


 Com um grande combate na próxima noite, onde se irá juntar a Kiera Hogan contra Jordynne Grace e Rachael Ellering, Tasha Steelz, uma das IMPACT Tag Team Champions,  falou com Joey G. do Wrestling Headlins, onde comentou esse mesmo combate, bem como a parceria entre a IMPACT e a All Elite Wrestling.

Sobre o combate no PPV Rebellion:

"Sabem, as Fire n' Flava... Sentimo-nos bem. Estamos lançadas. Sabem, é como estamos. Vamos como campeãs, temos títulos a defender e uma fasquia a elevar. Estamos prontas."

 Sobre o reinado como Knockouts Tag Team Champions:

"Quer dizer, já ultrapassámos a escala de Richter. Estamos a estabelecer as fasquias. Estamos a elevar cada vez mais e não podemos dançar o Limbo por debaixo. Mão podemos saltar por cima. Têm que tentar acompanhar as Fire n' Flava mas é por isso que nós somos a melhor equipa feminina de sempre. Em qualquer lado e em qualquer altura. Não queremos saber se a companhia termina com E, com W, com H, NWA, não nos interessa quem são as campeãs de equipas em qualquer companhia. Somos as melhores e provamos isso todas as semanas. No microfone e no ringue. É por isso que somos as melhores."

Sobre a atenção que traz o combate entre Kenny Omega e Rich Swann:

"Quando o Kenny veio competir connosco, há alguns PPV atrás, houve muitos olhares novos. E nós tínhamos que trabalhar 10 vezes mais. Não que já não façamos, mas ter que provar a todos porque dizemos quem somos é sempre bom e ter que nos apresentar de novo. É uma das minhas coisas preferidas porque gosto de mostrar que ações falam mais alto que as palavras. Portanto estou excitada. E sei que a Kiera também. E estamos prontas para provar. Sabemos que o balneário da AEW irá estar a ver porque estão a torcer pelo Kenny. e claro que o IMPACT irá estar a ver porque iremos estar a torcer pelo Rich. Portanto sim, toda a gente irá trabalhar 10 vezes mais e o Rebellion irá estar nas bocas das pessoas para lá de Domingo."  

Sobre ser ela mesmo e ligar-se aos fãs:

"Eu falo comigo mesma e digo 'Tens que ser a Tasha.' Vai lá para fora e dá essa energia toda. Tenho muito treino de quando estava na NWA porque há público mas lá não temos música para recebermos a energia quando atravessamos a cortina. Como não temos música quando saímos na NWA tinha que dar muita da minha energia, o que me deu alguma experiência. A partir daí foi 'ok, sem música mas com público, ou sem público mas com música, está bem. misturo um pouco de ambos e tenho o meu swag. Portato vou para lá e sou eu mesma, e e só o que posso fazer. Sempre que me adoram ou me odeiam, é como sou."

 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.